Personagens do Chocolate

Muitas pessoas contribuiram direta ou indiretamente para o desenvolvimento do chocolate ao longo dos anos. Essa página é um registro de algumas das personagens mais importantes na história do chocolate.


Montezuma

Montezuma II foi um dos mais importantes governantes astecas, pois foi sob a sua gestão que os Astecas atingiram seu auge econômico e militar. Montezuma II também foi o governante que fez contato com os conquistadores espanhóis. Acreditando que Hernando Cortez seria a reencarnação do Deus Quetzacoalt, Montezuma II ordenou que seus homens recebessem os conquistadores espanhóis com um grande banquete no qual foi servido a bebida do cacahuatl. Dessa forma, Montezuma II passou a história como Montezuma, o imperador asteca que primeiro serviu uma bebida produzida a partir do cacau para emissários do velho mundo.

Cristovão Colombo

Navegador de muita importância na época dos descobrimentos, Colombo foi o primeiro a levar sementes de cacau para a Europa quando, por volta de 1502, levou sementes de cacau junto com outras riquezas que havia descoberto em suas incursões ao novo mundo. No entanto, as sementes de cacau se perderam diante de tantas riquezas e novidades que Colombo trazia nas caravelas.

Hernando Cortez

Navegador e conquistador espanhol, Cortez foi além de Colombo ao levar não apenas as sementes de cacau, mas também as ferramentas para transformar as sementes e preparar o chocolate. Cortez foi um conquistador cruel que não exitou em massacrar e subjugar muitos povos, mas foi graças a ele que o chocolate passou a ser importante na Espanha e depois em toda a Europa

Princesa Ana da Aústria, a espanhola

Enviada para França em 1615 com a finalidade de casar com o rei francês Luis XIII, levou consigo sementes de cacau e uma equipe de especialistas em preparar o chocolate que consumia na Espanha e que tanto adorava. Ao servir chocolate quente em seu casamento, realizado no Palácio de Versalhes, disseminou o gosto pelo chocolate por toda a nata da nobreza européia, reunida para acompanhar o casamento e o sacramento da união entre a Espanha e a França. Por tal feito, a espanhola Ana da Aústria se tornou a primeira embaixadora (informal) do chocolate.

David Chaillou

Em 1670 David Chaillou recebeu a patente real e se tornou o primeiro Mestre Chocolatier oficializado com o privilégio exclusivo de preparar e vender chocolate.

Carl Von Linné

Linné foi um botânico sueco que ficou famoso por ter fundado a moderna sistemática de classificação para plantas e animais. Em 1737 Linné, ou Linnaeus em Latim ou simplesmente Linneu em português, deu o nome científico de "Theobroma Fructus" ao cacaueiro. Em latim Theobroma significa "Alimento Divino". Como a árvore já havia sido citada na literatura botânica como "Cacao Fructus" em 1753 o nome foi combinado e o cacaueiro passou a ser científicamente conhecido pela denominação Theobroma Cacao".

Conrad Van Houtten

O holandês Conrad Van Houtten criou em 1828 uma prensa hidráulica que tornou possível extrair manteiga de cacau a partir do liquor, que deixava de um lado a gordura branca que se solidificava e de outro o restante do processo de pressão que era transformado em pó. Logo se percebeu que o pó de cacau de Conrad Van Houtten dissolvido na água quente e misturado com açúcar, gerava uma bebida saborosa e suave, com o sabor e o aroma do chocolate e consistência agradável.